Antialérgicos: Respondemos as suas perguntas sobre esses medicamentos

Ao se deparar com sintomas de alergia, com foco na rinite alérgica, como coriza, espirros e congestão nasal, faz todo sentido recorrer aos antialérgicos, também chamados anti-histamínicos. Mas, você sabia que esses medicamentos, embora tenham ações semelhantes no organismo, não são todos iguais? Para começar, é importante conhecer a histamina: ela é um mensageiro químico que cumpre importante função no organismo: combate a reação causada pela presença de alérgenos e de outras substâncias tóxicas no organismo1.

No entanto, é justamente a sua liberação, somada a outras substâncias, que causa a reação alérgica e seus sintomas. Os anti-histamínicos têm como objetivo bloquear a ação da histamina e existem tipos mais antigos e outros mais modernos. Os denominados anti-H1, que merecem maior destaque, são os mais utilizados para tratar alergias, pois têm grande eficácia no tratamento dos sintomas1.

Para entender melhor como os antialérgicos evoluíram com o tempo, vale a pena pontuar um acontecimento importante: na década de 1980, houve um grande avanço na produção dessa classe de medicamentos, com a introdução da segunda geração de anti-histamínicos anti-H1. Esse avanço garantiu que os antialérgicos se tornassem ainda mais específicos, sem causar quase nenhum efeito adverso. Já os de primeira geração, que são os mais antigos, costumam causar mais efeitos colaterais, sendo o efeito sedativo (sono) o principal deles. Atualmente, os de segunda geração, como Allegra® (cloridrato de fexofenadina), são considerados mais modernos e são os melhores aliados para quem tem alergia1;2.

Quer saber mais sobre os diferentes tipos de antialérgicos e suas formas de uso? Neste texto, iremos esclarecer as dúvidas mais relevantes sobre os anti-histamínicos: quais são os mais usados, como eles atuam no organismo e por aí vai.

Uma mulher sorrindo

Quais são os antialérgicos mais usados?


O primeiro passo é consultar um médico e, a partir daí, seguir o tratamento mais adequado para o quadro de alergia que você apresenta. Existem anti-histamínicos para alergias respiratórias, por exemplo, bem como pomadas antialérgicas próprias para a pele e até medicamentos indicados especificamente para o tratamento de alergia em crianças. Conheça os principais:

1. Antialérgico fexofenadina


O antialérgico fexofenadina, como Allegra®, faz parte do grupo de anti-histamínicos mais modernos, de segunda geração, que são muito eficientes para aliviar congestão nasal, coriza, coceira, espirros e outros sintomas característicos da alergia. Um artigo publicado no Journal of Asthma and Allergy sobre o uso da fexofenadina no combate a doenças alérgicas demonstra justamente como esse tipo de anti-histamínico é benéfico para quem sofre com quadros frequentes de alergia3.

Por meio de estudos clínicos bem detalhados, revelou-se que a fexofenadina tem forte ação anti-inflamatória, sendo altamente indicada para tratar sintomas de rinite alérgica e até alergias na pele, como a urticária idiopática crônica. As três versões desse tipo de anti-histamínico - em forma de comprimido, cápsula e suspensão oral - são bioequivalentes e podem ser administrados tanto para adultos quanto para crianças (consulte as orientações do modo de usar na bula do produto)1; 3. Com o uso adequado desse antialérgico, é possível melhorar os sintomas nasais e oculares associados às crises alérgicas, reduzindo prejuízos causados ao desempenho no trabalho e nas atividades do dia a dia1.

2. Antialérgico para pele


A fexofenadina é um anti-histamínico administrado pela via oral, capaz de aliviar não só os sintomas respiratórios, mas também os sintomas de alergia na pele (urticárias e dermatites alérgicas, por exemplo)3. Existem, ainda, pomadas antialérgicas que ajudam bastante a aliviar coceiras e dores de picadas de insetos. Esse tipo de anti-histamínico, feito com outras substâncias, é bem fácil de administrar - basta aplicar diretamente no local em que a alergia está se manifestando.

3. Antialérgico infantil


Lidar com alergia em crianças requer bastante cuidado, principalmente no que diz respeito aos anti-histamínicos utilizados. Por isso, o primeiro passo é sempre consultar um médico para receber as melhores diretrizes para o tratamento com antialérgico para criança. De acordo com um estudo publicado na revista Modern Medicine CPD, antialérgicos orais não sedativos de segunda geração, como Allegra® (cloridrato de fexofenadina), podem ser administrados em crianças para aliviar coceira nasal, espirros e coriza. O uso de sprays intranasais de corticosteroides também pode ser indicado pelo médico para o alívio dos sintomas de alergia em crianças a partir de 2 anos, principalmente quando se trata de um quadro de rinossinusite alérgica sazonal4.  Para facilitar o tratamento, além das versões orais, também é possível encontrar xarope antialérgico.

Qual o tempo de ação dos antialérgicos?


Quando os sintomas de alergia começam a se manifestar, a vontade imediata é cessá-los o mais rápido possível, não é mesmo? Por isso, é importante recorrer a anti-histamínicos de ação rápida e eficiente. Allegra® (cloridrato de fexofenadina), em especial, tem rápido início de ação e atinge sua concentração máxima em até 60 minutos. Além disso, tem longa duração, podendo atingir até 24h nas apresentações 120 e 180mg.

Este artigo não substitui a consulta com um médico. Allegra® deve ser usado como indicado na bula. Se você suspeita que tem alguma alergia, procure seu médico ou um alergista. Apenas eles podem realizar um diagnóstico adequado.

Leitura recomendada



ALLEGRA®️ (cloridrato de fexofenadina). Indicações: é um anti-histamínico destinado ao tratamento das manifestações alérgicas, tais como sintomas de rinite alérgica (incluindo espirros, obstrução nasal, prurido, coriza e conjuntivite alérgica) e urticária (erupção avermelhada e pruriginosa na pele). MS 1.8326.0359. O USO DO MEDICAMENTO PODE TRAZER ALGUNS RISCOS. Leia atentamente a bula. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. ABR/22. MAT-BR-2201281