Conheça os principais sintomas de alergia!

Mulher sentada no sofá com gato

Apresentar sintomas como congestão nasal, coriza, espirros e coceiras (nos olhos e na garganta, por exemplo) pode significar uma série de problemas - gripe, resfriado, alergia ou até mesmo quadros inflamatórios causados por diferentes agentes. Mas, então, como saber quando se trata de uma crise alérgica ou de um problema infeccioso? Para ter essa resposta, é importante analisar uma série de fatores: levar em conta a intensidade dos sintomas, o histórico de cada pessoa e, claro, contar com o auxílio de um profissional da saúde.

De acordo com a Asthma and Allergy Foundation of America (AAFA), uma ONG norte-americana voltada para encontrar a cura da asma e de doenças alérgicas, mais de 50 milhões de estadunidenses são afetados por diferentes tipos de alergias1.

Descobrir que você tem alergia, inclusive, é muito importante para tratar o problema no longo prazo - levando em conta que os sintomas (crises de espirro, coriza e coceira no nariz, por exemplo) tendem a surgir sempre que há o contato com alérgenos, como ácaros e mofos. Uma vez identificado que o indivíduo sofre com um problema alérgico (e não com uma infecção viral), por exemplo, é possível seguir as estratégias de tratamento adequadas. é explicar os principais sintomas de alergia

Neste texto, o objetivo é explicar os principais sintomas de alergia, bem como mostrar os indicadores para possíveis quadros de COVID-19 e resfriado, que também podem ter sintomas semelhantes. A partir dessa diferenciação, é possível saber os melhores meios para tratar cada problema, sempre com o auxílio de um médico.

Apresentar sintomas como congestão nasal, coriza, espirros e coceiras (nos olhos e na garganta, por exemplo) pode significar uma série de problemas - gripe, resfriado, alergia ou até mesmo quadros inflamatórios causados por diferentes agentes. Mas, então, como saber quando se trata de uma crise alérgica ou de um problema infeccioso? Para ter essa resposta, é importante analisar uma série de fatores: levar em conta a intensidade dos sintomas, o histórico de cada pessoa e, claro, contar com o auxílio de um profissional da saúde.

De acordo com a Asthma and Allergy Foundation of America (AAFA), uma ONG norte-americana voltada para encontrar a cura da asma e de doenças alérgicas, mais de 50 milhões de estadunidenses são afetados por diferentes tipos de alergias1.

Descobrir que você tem alergia, inclusive, é muito importante para tratar o problema no longo prazo - levando em conta que os sintomas (crises de espirro, coriza e coceira no nariz, por exemplo) tendem a surgir sempre que há o contato com alérgenos, como ácaros e mofos. Uma vez identificado que o indivíduo sofre com um problema alérgico (e não com uma infecção viral), por exemplo, é possível seguir as estratégias de tratamento adequadas. é explicar os principais sintomas de alergia

Neste texto, o objetivo é explicar os principais sintomas de alergia, bem como mostrar os indicadores para possíveis quadros de COVID-19 e resfriado, que também podem ter sintomas semelhantes. A partir dessa diferenciação, é possível saber os melhores meios para tratar cada problema, sempre com o auxílio de um médico.

Alergia, resfriado, COVID-19: conheça a frequência de cada sintoma nessas doenças


Alergias, resfriados e a COVID-19 podem ter sintomas bem parecidos. Ao perceber qualquer mudança no seu estado de saúde, é importante procurar um médico para receber o diagnóstico preciso. Separamos para você alguns dos sintomas de cada uma dessas doenças e a frequência com que eles surgem em cada quadro. Confira:

Alergia: quais são os sintomas mais comuns?


 Muito frequente: espirros, congestão nasal e coceira nasal.

 Frequente: corrimento nasal (coriza).

 Comum: coceira nos olhos e vermelhidão ocular.

 Algumas vezes, em casos de asma: falta de ar, tosse, chiado e dor de garganta.

 Raro: disfunção do olfato.

 Muito raro: disfunção do paladar.

 Sintomas não apresentados: dor no nariz e dor nos olhos.

Resfriado: quadro de sintomas


 Sempre: corrimento nasal e congestão nasal.

 Comum: espirros, tosse e dor de garganta.

 Algumas vezes: dor no nariz e disfunção do olfato.

 Raro: disfunção do paladar, falta de ar e chiado no peito.

 Sintomas não apresentados: coceira nasal, coceira nos olhos, dor ocular, vermelhidão ocular.

COVID-19: quadro de sintomas


 Possível: dor no nariz, dor ocular e vermelhidão ocular.

 Relativamente comum: falta de ar e tosse.

 Ligeiramente comum: congestão nasal (quando presente, sintomas leves), disfunção do olfato, disfunção do paladar, chiado no peito, dor de garganta.

 Muito raro: Corrimento nasal e espirros.

 Sintomas não apresentados: coceira nasal e nos olhos.

Principais tipos de alergia respiratória


Os sintomas da alergia respiratória tendem a se manifestar sempre que há o contato com um alérgeno (pelos de animais, insetos, ácaros e por aí vai). O sistema imunológico entende esse alérgeno como um inimigo e gera uma resposta imune para se defender. Essa resposta imune é a liberação da histamina e, com ela, surgem todos os sintomas conhecidos da alergia3.

Você já parou para pensar em quais são os principais alérgenos que afetam o ser humano? Existem muitas substâncias que, ao serem inaladas, desencadeiam uma resposta imune inflamatória. Descubra quais são os tipos de alergia mais comuns:

1. Alergia a animais de estimação

Pessoas com alergias a animais de estimação costumam ter sistemas imunológicos hipersensíveis, sabia? Geralmente, a reação alérgica é desencadeada por proteínas inofensivas presentes na urina, saliva ou pelos (células mortas da pele) do animal, causando coceiras nos olhos, no nariz, congestão nasal e até mesmo vermelhidão na pele. Para confirmar que o indivíduo realmente tem alergia a animais, é imprescindível consultar um médico para fazer testes alérgicos4.

2. Alergia a mofo

Existem dezenas de tipos de fungos que podem causar alergias no ser humano. Manchas de mofo e bolor em partes úmidas da casa (como paredes ou partes internas de armários), contêm uma grande quantidade de esporos de fungos. Quando uma pessoa alérgica inala tais esporos, é comum que surjam sintomas, como espirros, coceiras nos olhos e no nariz, coriza, congestão nasal e, dependendo do caso, até mesmo pele seca e escamosa5.

3. Alergia à poeira doméstica

A alergia à poeira doméstica costuma ser pior dentro de casa e é desencadeada pela presença de ácaros, bichinhos minúsculos que vivem em ambientes úmidos e quentes. O problema pode desencadear asma e causar eczema. Entre os sintomas mais comuns estão coriza, coceira, tosse, chiado no peito e falta de ar6.

Controlando a alergia respiratória


O primeiro passo para evitar os sintomas da alergia é evitar a exposição aos alérgenos - pelos de animais, poeira, fungos e ácaros. Uma boa dica é manter os ambientes da casa sempre bem arejados, limpos e expostos ao sol3. Outra medida fundamental para quem sofre com alergia é consultar um médico para um tratamento eficaz, com o uso de medicamentos antialérgicos, como Allegra® (cloridrato de fexofenadina), por exemplo, capazes de aliviar de forma rápida os sintomas incômodos da alergia¹.

¹ Rinite alérgica e urticária.

Este artigo não substitui a consulta com um médico. Allegra® deve ser usado como indicado na bula. Se você suspeita que tem alguma alergia, procure seu médico ou um alergista. Apenas eles podem realizar um diagnóstico adequado.
 

Leitura recomendada



ALLEGRA®️ (cloridrato de fexofenadina). Indicações: é um anti-histamínico destinado ao tratamento das manifestações alérgicas, tais como sintomas de rinite alérgica (incluindo espirros, obstrução nasal, prurido, coriza e conjuntivite alérgica) e urticária (erupção avermelhada e pruriginosa na pele). MS 1.8326.0359. O USO DO MEDICAMENTO PODE TRAZER ALGUNS RISCOS. Leia atentamente a bula. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. Abr/22. MAT-BR-2202383.